Pesquise
Seleccione os critérios de pesquisa
Seleccione os Filtros
Agenda
VISITA AO ANOITECER
Visita Orientada
DATA
HORARIO
LOCAL
02 Jun 2017
20:00 - 22:00
Percurso Itinerante
Marcando o início do Serralves em Festa, esta visita parte à descoberta do Parque de Serralves durante o período de transição entre o dia e a noite. Desta forma os visitantes encontrarão diversos cenários para criar experiências inesquecíveis.

Duração: 2 horas
Lotação: 60 pessoas (inscrições na tenda de acolhimento, na Entrada)
Ponto de encontro: Entrada
Orientação: Ricardo Bravo e Marco Ramos

SERRALVES AO DETALHE - ANA MESQUITA
Live Draw
DATA
HORARIO
LOCAL
02 Jun 2017
20:00 - 22:30
Galeria Contemporânea
04 Jun 2017
19:00 - 21:30
Galeria Contemporânea
A grande vantagem do uso de um tablet é que ele é comparável a um caderno de desenhos, tendo à mão um infindável conjunto de materiais, cores e todas as texturas base de que necessito. Ana Mesquita apresenta uma performance de livedraw, utilizando como inspiração os objetos do quotidiano, os detalhes do Parque e os traços da arquitetura dos edifícios que compõem Serralves. Serralves Ao Detalhe decorre em duas sessões, no espaço da Galeria Contemporânea, onde dois ecrãs servirão de veículo para o visionamento de desenhos criados no momento, com base em imagens selecionadas e captadas pela artista, que a acompanham no monitor onde as visualiza. A observação destas imagens é algo de libertador que permite uma interpretação informal e improvisada, porém definitiva, a que a plateia assiste em direto.
OREN AMBARCHI & WILL GUTHRIE
Música,Música Jazz,Música Experimental,Improvisação
DATA
HORARIO
LOCAL
02 Jun 2017
20:00 - 21:00
Ténis
Os encontros ao vivo do multi-instrumentista Oren Ambarchi com o baterista e percussionista Will Guthrie são garantia de uma viagem eletrizante onde se cruzam o free jazz eletrónico, longos movimentos rock, minimalismo propulsivo, a experimentação e a improvisação. E é o êxtase arrebatador deste duo que o Serralves em Festa propõe para a sua primeira hora, para o seu primeiro pôr-do-sol, no palco instalado no Ténis. 
Nos anos 1990, Oren Ambarchi aparece com algumas das mais interessantes experiências na guitarra, nomeadamente com técnicas que permitiam a expansão do instrumento e que o conduziram a um mundo sonoro muito pessoal que viria a estender a um leque mais alargado de instrumentos. Ambarchi tem traçado desde então um percurso que lhe garante hoje um lugar de destaque na experimentação musical, seja ela operada em canções hesitantes e tensas localizadas nas fendas entre várias escolas, na moderna música eletrónica, na improvisação subtil, no ‘noise’ mais rasgado, entre outros campos para os quais tem contribuído de maneira tão singular. Talvez por isto o encontramos ao lado de músicos e projetos tão diferentes como os grandes senhores do metal mais ambiental e profundo Sunn O))) e os seus diferentes membros, de figuras de proa do noise japonês mais radical como Merzbow e Keiji Haino, mas também a colaborar com Ricardo Villalobos e Thomas Brinkmann, estes oriundos do universo do tecno, e de alguns dos mais importantes nomes da experimentação eletrónica na atualidade como Mark Fell ou Robin Fox.
Will Guthrie é um percussionista australiano residente em França. Trabalha em muitos contextos musicais diferentes: performance ao vivo, improvisação e composição em estúdio usando diferentes combinações de tambores, percussão, objetos, tralhas várias, amplificação e eletrónica.

VEER
Música
DATA
HORARIO
LOCAL
02 Jun 2017
21:00 - 21:45
Clareira das Bétulas
Veer são Vera Vaz e João Farmhouse. Primeiro eram dois, depois, tornaram-se num só. Para trás ficou o Inverno, cinzento e frio; chegou a Primavera e, com ela, duas vozes e dois instrumentos: um teclado, com uma sonoridade incisiva, marcada pela ocasional rebelião; e uma guitarra que varia, entre a inquietude e a suavidade cristalina, resultando em melodias que nos envolvem numa nostalgia cúmplice. 

João Farmhouse - guitarra, voz 
Vera Vaz - teclado, voz

Parceiro: Spring Toast Records
OS CAMINHOS DA ÁSIA - JOSÉ RAMOS HORTA
Debate
DATA
HORARIO
LOCAL
02 Jun 2017
21:00 - 22:00
Auditório
Um dos traços mais marcantes do Mundo contemporâneo é a emergência da Ásia, destacando-se quatro grandes polos: a China, a Índia, o Japão e o Sudeste Asiático. Será inelutável a  emergência da Ásia como centro do Mundo, no século XXI. É a emergência da China e da Índia um risco para o multilateralismo? Que fatores podem perturbar o crescimento económico dos países asiáticos? Que desafios se colocam à Paz? Existe perigo real de uma guerra na península coreana? Qual o futuro para a democracia na Ásia? É o nacionalismo um risco real? Todas estas questões serão abordadas numa conferência com José Ramos-Horta, Prémio Nobel da Paz, antigo Presidente e Primeiro -Ministro de Timor. A apresentação de José Ramos Horta estará a cargo de Pedro Bacelar Vasconcelos e a moderação será de Álvaro Vasconcelos. Esta conferência é organizada em colaboração com Forum Demos, rede cidadã dedicada à promoção do debate sobre a democracia.

Lotação: 250 pessoas