VOLTAR

Black Bombaim & Pedro Sousa
Imagem Preset XL
01 Junho
21:00
Música
Ténis

Parceiro

Câmara Municipal de Barcelos

Black Bombaim roubaram o seu nome aos Mão Morta, o groove do baixo aos Sleep, o fuzz da guitarra ao Hendrix e a bateria em modo locomotiva aos Earthless. Como os Sex Pistols, com o que roubaram fizeram algo novo e próprio; não uma carrinha punk, mas uma nave espacial stoner com duas velocidades apenas — a de órbita e a de escape, que nos propulsiona para o vácuo sideral onde um riff esticado à eternidade parece durar apenas o suficiente para induzir o transe. À colaboração que mantém com o grande saxofonista do free jazz europeu Peter Brötzmann, trazem a Serralves uma recente colaboração com um outro saxofonista: Pedro Sousa, um dos mais destacados nomes nacionais da música improvisada livre e desalinhada com raízes que se entrevêem no jazz, no rock ou no noise.

Saxofonista que já foi guitarrista e utilizou eletrónica, e músico que é também escultor: Pedro Sousa é um artista que não reconhece fronteiras entre géneros e disciplinas e acha que a ingenuidade compensa. Com o saxofone tenor ou barítono «incompletos», Pedro Sousa procura reinventar-se a cada momento, a diversidade é o seu foco e a música acaba por ser sempre diferente. Em cada performance percorre várias sonoridades, como o rock, ambiente e noise. A improvisação é, no entanto, o seu elemento natural. No Serralves em Festa, apresenta o trabalho que recentemente tem desenvolvido para saxofone tenor e eletrónica.